Informações apuradas pela reportagem do Doc, vindas dos corredores do Palácio Iguaçu e da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), na Capital do Estado, dão conta de que o nome do prefeito de Ponta Grossa, Marcelo Rangel (PPS), está sendo cotado para ocupar a vaga de candidato a vice-governador de dois dos principais pré-candidatos ao Governo do Paraná, em 2018. A atual vice-governadora, Cida Borghetti (PP), e o deputado estadual licenciado e secretário do Desenvolvimento Urbano, Ratinho Junior (PSD).

Pertencentes a famílias de comunicadores, Rangel e Ratinho são amigos antes mesmo do ingresso na política. A relação se estreitou com a entrada de ambos na vida pública. Recentemente, Ratinho tem dado uma atenção especial ao prefeito dentro da SEDU. A proximidade aumentou com a ida do deputado federal Sandro Alex para o PSD, inclusive, ficando com a presidência do partido em nível estadual.

Boa parte da imprensa da Capital já dá como certa a candidatura de Ratinho Junior ao Governo do Estado, embora exista quem diga que uma candidatura ao Senado ainda é avaliada. Pelo que se sabe, os planos do secretário não é voltar a respirar os ares de Brasília.

Em uma eleição em que será difícil a busca por financiadores de campanha, por conta de tudo o que se passa no âmbito da Lava Jato, Ratinho Junior teria o aporte financeiro para bancar sua campanha. Pesa a seu favor também o fato de estar à frente de um dos principais conglomerados de mídia do Paraná.

Em relação à Cida Borghetti, Rangel também possui entrada junto à família Barros, que tem Ricardo Barros como ministro da Saúde e a filha, Victória Barros, como deputada estadual. Pelas informações que circulam no meio político de Curitiba, o nome do alcaide de Ponta Grossa é visto com bons olhos para ocupar o lugar de vice, já que as chances de Cida ser candidata são superlativas. Com a possível saída do cargo pelo governador Beto Richa (PSDB), para ser candidato a senador, ela pode ser candidata na condição de governadora.

Para Ponta Grossa, ter o seu prefeito cotado para ocupar um lugar de destaque nas eleições majoritárias de 2018 é importante. Afinal, há muito tempo os candidatos ao Palácio do Iguaçu são oriundos da Capital ou das cidades da região Norte, notadamente Londrina.

Será que a Prefeitura poderá ficar nas mãos da Professora Elizabeth Schmidt (PSB)?