Fechar
Sexta, 23 de fevereiro de 2024
Sexta, 23 de fevereiro de 2024
Política 02/02/2023

Por unanimidade, parlamentares reconduzem Traiano à presidência da Assembleia

Deputado Alexandre Curi é eleito 1° secretário; participação feminina na Mesa Diretora é a maior da história e tem a deputada Maria Victoria (PP) como 2ª secretária

Ouça a notícia Tempo de leitura aprox. --
Por unanimidade, parlamentares reconduzem Traiano à presidência da Assembleia

Os deputados estaduais paranaenses elegeram, por unanimidade, nesta quarta-feira (1º) a nova Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Paraná. O deputado Ademar Traiano (PSD) foi reeleito presidente do Legislativo.

O deputado Alexandre Curi (PSD) será o novo primeiro-secretário; já a deputada Maria Victoria (PP) foi eleita segunda secretária. Após 13 anos sem a presença feminina na composição, duas mulheres passam a ocupar função na Mesa Diretora. É a maior participação da história. A chapa Parlamento Forte foi eleita por unanimidade, com 54 votos favoráveis.

Também fazem parte da Mesa Diretora da Assembleia o deputado Marcel Micheletto (PL), que assume a primeira vice-presidência, o deputado Ney Leprevost (União Brasil), como segundo vice-presidente, e a deputada Cristina Silvestri (PSDB), que se torna a terceira vice-presidente. A terceira secretaria fica sob o comando do deputado Goura (PDT), seguido pelo deputado Alexandre Amaro (Republicanos), como quarto secretário, e pelo deputado Dr. Antenor (PT), como quinto secretário.

A eleição da Mesa Diretora da Assembleia ocorreu após a posse dos novos deputados estaduais, também realizada nesta quarta-feira. Entre 2023-2025, Traiano assume a presidência da Assembleia pelo quinto mandato consecutivo. Curi retorna ao cargo de primeiro secretário, após ter ocupado a função entre 2007 e 2010.

De acordo com Traiano, a nova legislatura representa a continuidade de um trabalho construído ao longo dos últimos oito anos. “Nosso compromisso é de continuar o trabalho de defesa dos interesses do Estado e da democracia, fortalecendo a harmonia entre os poderes constituídos e as instituições. O Paraná é uma referência para o Brasil. Aqui o objetivo maior é o bem comum, buscando a estabilidade econômica e social de nosso Estado”, afirmou o presidente eleito.

Para o parlamentar, a Assembleia desempenhou ao longo dos últimos anos um trabalho que produziu reflexos profundos na sociedade. “Contribuímos para o Estado. Nesse tempo, o Poder Legislativo inovou e melhorou, não deixando de prestar o fundamental para o Paraná por meio da aprovação de medidas urgentes para os momentos difíceis. Além disso, devolvemos recursos de cerca de R$ 1,5 bilhão aos cofres públicos. Esta é uma Assembleia compromissada com população. E é assim que vamos continuar na próxima legislatura”, reafirmou.

Para o deputado Alexandre Curi, as perspectivas para a função são grandes. "A expectativa é de continuidade de trabalho da Mesa atual, mantendo a parceria com o governo do Estado. A pauta principal é manter essa parceria na devolução de recursos para manutenção do Programa Paraná Mais Cidades. Nos últimos quatro anos, a Assembleia repassou cerca de R$ 1,5 bilhão em recursos, que foram investidos nos municípios do Estado. Também vamos dar continuidade na transparência, na digitalização, na informatização e no fácil acesso da população ao trabalho da Assembleia”, afirmou o parlamentar.

A segunda secretária, deputada Maria Victoria, falou sobre o compromisso do trabalho em um posto de direção na Assembleia. “É um desafio e uma responsabilidade fazer parte da Comissão Executiva. Agradeço a Deus e aos paranaenses pela confiança e pela oportunidade de continuar o trabalho em favor do Paraná. Continuarei o trabalho firme e forte em favor dos municípios, pelo desenvolvimento regional, pela educação de qualidade e para ampliar o atendimento à saúde", disse a deputada.

Ao final da sessão, Traiano convocou sessão para a próxima segunda-feira (06), às 14h30. Durante a sessão, haverá a leitura da mensagem oficial do governador Carlos Massa Ratinho Júnior.

A Mesa Diretora é o órgão colegiado dirigente dos trabalhos legislativos e administrativos da Casa, formado pelo presidente, por três vice-presidentes e cinco secretários. O mandato é de dois anos. Conforme o Regimento Interno da Assembleia, sua composição observa a representação proporcional dos partidos ou blocos parlamentares.

Participação feminina

Com duas parlamentares, a Mesa Diretora eleita conta com a maior participação feminina da história da Assembleia Legislativa. As deputadas Maria Victoria, como segunda secretária, e Cristina Silvestri, como terceira vice-presidente, garantem a representatividade feminina na direção do Legislativo. O aumento é fruto da resolução 11/2022, que formalizou a Bancada Feminina e garantiu a presença das deputadas em cargos de direção.

A última mulher a fazer parte da cúpula diretiva do Legislativo foi a deputada e ex-governadora Cida Borghetti (2009-2010), como quarta secretária. Ela é mãe da deputada Maria Victoria. Também ocuparam cargos diretivos as deputadas Luciana Rafagnin (2007-2008), como segunda secretária; Arlete Caramês (2003-2006), como terceira vice-presidente; Irondi Pugliesi (1997-1998), como quarta secretária; e Vera Antônia Agibert (1987-1988), como terceira secretária.

Além disso, a legislatura que se inicia contará com uma bancada feminina composta por dez deputadas, também a maior história. No último período legislativo, eram cinco deputadas. Integra o grupo as deputadas Márcia Huçulak (PSD), Ana Júlia (PT), Luciana Rafagnin, Flávia Francischini (União); Maria Victoria; Cantora Mara Lima (Republicanos); Mabel Canto (PSDB), Cristina Silvestri, Cloara Pinheiro (PSD) e Marli Paulino (Solidariedade).

O crescimento do número de mulheres no Legislativo foi comemorado pela nova Mesa Diretora. “É uma responsabilidade grande como mulher. Após muito tempo temos uma mulher na Mesa Executiva. Agora são duas. Além disso, dobramos a representatividade feminina na Casa, passado de cinco para 10 deputadas”, comemorou Maria Victoria.

“A participação de mulheres na política é fundamental. Havia esta cobrança por parte das deputadas. A mulher tem de estar presente nas decisões da Mesa Executiva”, disse o presidente Traiano. “A bancada feminina é o fato positivo desta legislatura. A participação da mulher na política vai valorizar muito o trabalho da Assembleia. São deputadas competentes e trabalhadoras, fundamentais na política”, completou o deputado Alexandre Curi.

Homenagem

Antes de finalizar a sessão, o presidente do Legislativo, deputado Ademar Traiano, recebeu uma homenagem de familiares e de sua esposa, Rose Traiano. Ao longo de 70 anos, completados em janeiro deste ano, o parlamentar dedicou 41 deles à vida pública como vereador, prefeito, deputado estadual e governador em exercício por três vezes. Nesta legislatura, ele assume o nono mandato consecutivo. "Todos esses cargos têm em comum duas responsabilidades indissociáveis: representar a população do Paraná e tomar decisões em seu nome", disse. (Com assessoria)